O insuportável da vida

12 agosto 2017
https://goo.gl/VmYW4X

Eu achava que quando eu fosse adulta, eu saberia. Saberia ser vaidosa; organizada com as minhas coisas, meu dinheiro e vida, saberia fazer coisas que eu achava incríveis e que seria muito boa em alguma coisa. Mas, principalmente, eu saberia o que nasci para ser.

Parece fácil.

Ouço relatos do tipo “quando eu era criança aconteceu coisa X e desde então eu soube que era Y que eu queria ser” e fico pensando se isso aconteceu comigo e não percebi. São escolhas ou são acontecimentos?

Desde a adolescência eu olhava coisas que me inspiravam e pensava “É isso. É assim que eu quero ser”. E até hoje não sei se o erro era que eu queria ser coisas que eu achava legais, mas que não eram eu; se eu fui prepotente ou se apenas eu queria ser coisas demais. Aliás, existe isso? Eu achava que eu poderia ser qualquer coisa. Poderia costurar, tocar piano, tocar flauta, dançar, cantar, vestir-me de forma bacana, manter unhas e cabelos em dia, ler uns 50 livros por ano, escrever um livro, aprender inglês, aprender japonês, viajar, aprender tirar fotos, aprender a posar para fotos, ter um blog legal e que eu poste sempre, conhecer pessoas das quais sou fã e ser autêntica.

E então, eis-me aqui. Ainda em dúvida, no meio do caminho de muitas coisas e anos-luz distante de tantas outras. Insegura. Achando que se me esforçar o suficiente, eu vou conseguir, mas no fundo dizendo para mim mesma “Será?”.

E perdida. Exatamente como estava no começo. Exatamente como palavras ditas em um idioma desconhecido. As letras e os sons se perdendo, enquanto procuram um coração que possa decodificá-las. E ainda assim, exatamente como no começo, acreditando que posso ser qualquer coisa. E tentando.

Como se eu tivesse escolha. 



Lady Thaw
É uma sonhadora, amante de livros e literata. Adora cantar, dançar, ler e conversar. Um dia terá um gato preto chamado Plutão.
0 Comentários | BLOGGER
Comentários | FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Tribo Letras, VERSION: 01 - janeiro/2017. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo